Nas suas palavras, canta a essência da alma e da vida Cabo-verdiana.
Newsletter

Introduza o seu endereço de e-mail:

feedback dos fãs
um abraço ao sr Armando depois de longos dias no h...
Ola Celina! Como embaixatriz das novas vozes e rit...
Maravilhoso
Nossaaa..
Olá Celina! falhei à reunião...muito em breve, ire...
Quando a voz é doce, a música curva-se ante a melo...
sou irmà do luis fortes. sou orgulhosa de ser cabo...
Este blog está em destaque na homepage do SAPO Cab...
olá.infelizmente, não sabemos a que música se refe...
pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
arquivos
30
Mai
10

... em dia de encerramento, com mais de 30 autores presentes.

A convite do Instituto da Biblioteca Nacional e do Livro de Cabo Verde e da editora KuidNovi, Celina Pereira esteve no último dia da Feira do Livro de Lisboa para apresentar o seu novo audio-livro "Estória, Estória... Do Tambor a Blimundo".
Marcando primeiro presença no stand da Kuidnovi, Celina foi depois para a Praça Azul, onde foi efectuada a apresentação, desta feita a cargo da jornalista Otília Leitão.

Como habitualmente, no final houve autógrafos, fotos e boa conversa, quer com as várias crianças presentes, como com alguns fãs da música de Celina Pereira, das mais diversas origens, como até do Japão. Tudo enquanto se escutava o 'Blimundo', suas estórias e músicas, do cd do audio-livro.

publicado por Celina Pereira às 21:27
16
Mai
10

Actuação e apresentação do novo audio-livro

A convite da Embaixada de Cabo Verde em França, Celina Pereira esteve na Unesco, em Paris, no passado dia 12 de Maio, no âmbito das celebrações do Dia da Língua Portuguesa, evento organizado pela CPLP.
Com a sala da assembleia praticamente cheia, o espectáculo iniciou-se com a leitura de poemas de Agostinho Neto e de Malangatana, após o que actuaram o angolano Lulanda, Celina Pereira e Maria de Medeiros.

Num espectáculo que vários fizeram questão de avaliar como 'o melhor do Dia da Língua Portuguesa na Unesco dos últimos anos', Celina apresentou canções adequadas ao tema, como 'Beijo de Saudade', de B. Leza, acompanhada por Adérito Pontes e José António Soares. Depois, convidou os músicos de Maria Medeiros para se juntarem noutros temas, como 'Avé Maria do Morro', tema  solicitado pelo embaixador de Cabo Verde e muitos outros presentes. Foi acompanhada ao piano por Pascal Salmon.

Após o espectáculo, seguiu-se um cocktail com apresentação do audio-livro 'Estória, Estória... Do Tambor a Blimundo', de Celina Pereira, e actuação de Zeca Cabeleira.
Entre os muitos interessados em conhecer esta nova obra, Bárbara Guimarães e o seu filho Dinis, fizeram questão de ser dos primeiros.

Como disse à Lusa no final do evento, Celina Pereira fez questão de dedicar o tema Blimundo, do seu audio-livro, a Cesária Évora, com quem tinha estado dias antes em Lisboa, por ocasião do espectáculo da 'diva dos pés-descalços' no Coliseu, e nas vésperas do seu internamento. "Gostaria de cantar ‘Blimundo’ com a Cesária e foi também por isso que escolhi essa canção, é uma cantiga da infância de todos os cabo-verdianos".
publicado por Celina Pereira às 22:30
10
Mai
10

ENTRE MORNAS E FADOS NA RTP ÁFRICA
É já no próximo Sábado, dia 15, pelas 21h, que a RTP África fará a transmissão do espectáculo gravado exactamente um mês antes no Teatro São Luiz.
Uma excelente hipótese de ver este espectáculo, sobretudo para aqueles que já não conseguiram arranjar bilhete para ver Bana, Dany Silva e os outros grandes artistas que se juntaram a Celina Pereira em palco para celebrar a Lusofonia e fusão entre a morna e o fado.
Entretanto, Celina Pereira e dois dos seus músicos estão a deslocar-se para Paris onde, a convite da Embaixada de Cabo Verde, apresentarão no dia 12, o audio-livro 'Estória, Estória... Do Tambor a Blimundo' na sede Unesco. Neste evento de celebração da Lusofonia participará também Maria de Medeiros, no âmbito da sua nova faceta de cantora.
Na semana passada, para além das suas actividades como embaixadora da Semana Cultural da CPLP, como a entrega do Prémio Camões a Arménio Vieira, Celina Pereira esteve ainda numa palestra promovida pelo Sr. Ministro das Comunidades de Cabo Verde, Dr. Sidónio Monteiro, sobre as novas políticas para a emigração. Celina fez uma intervenção sobre a vertente pedagógica, vocacionada para o atraso da educação intercultural em Portugal, apontando necessidades, novos caminho e políticas.

 

publicado por Celina Pereira às 20:15
02
Mai
10

A convite do pelouro da educação da Câmara Municipal de Lisboa, Celina Pereira efectuou, de 19 a 23 de Abril, 10 sessões 'Contos e Cantos' em 7 escolas básicas da cidade.
Uma semana muito gratificante, com duas sessões por dia, em que várias centenas de crianças escutaram, aprenderam e cantaram as estórias do novo audio-livro de Celina, 'Estória, Estória... Do Tambor a Blimundo'. E muitas novas palavras em crioulo, inglês e francês.

Como habitualmente, reinou a interculturalidade, já que estas sessões de contadora de estórias são feitas por Celina Pereira no âmbito da sua colaboração com a Fundação Menuhin e do seu curriculum pedagógico.
Assim, as crianças de mais sete escolas passaram a fazer parte da já longa lista de 'sobrinhos' da 'tia Celina': as EB1 São João de Brito, 31, João dos Santos, 183, Eurico Gonçalves, Bairro do Armador e Alta de Lisboa.

publicado por Celina Pereira às 23:14

24 de Abril foi dia de jornada dupla para Celina Pereira em Aveiro. À noite, actuação intimista inserida no festival Performas. Com Toy Paris na bateria e José Afonso no piano e direcção musical.

À tarde, entre ensaios e autógrafos, Celina Pereira participou numa palestra com Diana Andringa e Isabela Figueiredo sob o tema 'Silêncio'. Uma conversa amena e enriquecedora, proporcionada pelo convite da Drª. Rosário Fardilha.

publicado por Celina Pereira às 23:08

As Batucadeiras Voz de África comemoraram no passado dia 1 de Maio o seu 13º aniversário. Como já vem sendo tradição, convidaram familiares e muitos amigos para uma grande festa, desta feita na escola do Bairro da Cruz Vermelha, perto do Estoril.
Cachupa, Muamba e muitos outros petiscos e doces cabo-verdianos fizeram as delícias das mais de 100 pessoas presentes, servindo também de aperitivo para as actuações que se seguiram.

Celina Pereira, a madrinha de nascimento das Voz de África, falou com emoção das suas afilhadas, enquanto alguns novos padrinhos eram também chamados ao palco. A festa continuou com várias actuações, começando pelas anfitriãs, a que se seguiu voz e o korá de Galissa. Depois as mais jovens batucadeiras, com amigas, apresentaram esquemas de kuduro e hip hop. Quando fomos embora, a promessa era que a festa iria durar noite dentro.
Estamos juntos.

publicado por Celina Pereira às 23:02

Mais de duas semanas passadas e continuam os ecos deste grande espectáculo. Enquanto aguardamos pela transmissão na RTP África, aqui ficam mais alguns momentos, captados pela objectiva do artista plástico José Robalo.

Vários foram os momentos de grande emoção para Celina Pereira no palco do São Luiz. Aqui, um deles: 'Avé Maria do Morro', exigido por uma plateia que escutou em absoluto silêncio.

As Batucadeiras Voz de África, chamando Celina Pereira no início do espectáculo.

O ambiente intimista inicial do espectáculo, enquanto se ouvia o texto 'Entre Mornas e Fados' e os instrumentos respondiam aos chamados. As peças de cenário de Anésia Medeiros são, como sempre, feitas a partir de resíduos. Recicladas, portanto.

Celina Pereira e Maria Alice, num dos primeiros momentos de partilha em palco.

José Afonso, Celina Pereira e Dany Silva, partilhando a sua evidente cumplicidade artística e humana com o público.

O quarteto de cordas em que se sustenta o 'Entre Mornas e Fados' e a sua fusão. Da esquerda para a direita: Djudjuty Alves, Adérito Pontes, Diogo Chang Faria e Luis Roquette.

Miroka Paris, na percussão e coros, e Galissa, com o seu fabuloso korá.

Desta vez, o 'Entre Mornas e Fados' passou também pelo oriente, com a harpa chinesa e o canto de Cao Bei.

Cristina Nóbrega: a beleza, a garra e a voz de um grande nome actual do fado.

Duarte, num dos duetos que sempre faz com Celina Pereira neste espectáculo. Quando o fado vira morna e a morna fado.

 

Um lindíssimo e muito conhecido tema do pai, sobre o avô. Vilma Vieira e o seu 'Minute d' Silence', desta vez em fado, comoveram a plateia.

40 anos depois, agora no São Luiz, Celina Pereira e Bana juntos em palco. Talvez o momento que mais emocionou o público, a que Bana correspondeu com 3 temas 'extra-alinhamento'.

O público, deliciado, que praticamente encheu a lindíssima sala do São Luiz, aqui acompanhando 'Sol di Manhã' no final do espectáculo.

publicado por Celina Pereira às 22:38
18
Abr
10

No Museu do Neo-Realismo, em Vila Franca de Xira

Foi com muita emoção que Celina Pereira abriu a sessão de inauguração desta exposição, interpretando alguns temas emblemáticos de Cabo Verde. Acompanhada ao piano por José Afonso e na percussão por Miroka Paris, Celina incluiu no repertório um tema escrito por um prisioneiro no Tarrafal, que emocionou particularmente os convidados.

Celina Pereira fez questão de ofereceu um exemplar do seu novo audio-livro à anfitriã, a senhora Presidente da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira, Maria da Luz Rozinha.

Com o novo Vereador da Cultura de Vila Franca de Xira, o actor e amigo João de Carvalho.

Com Maria Barroso e Mário Soares, Celina Pereira recordou conversas e momentos do tio Aristides Pereira, primeiro Presidente da República de Cabo Verde.

publicado por Celina Pereira às 23:19

IMAGENS DE UMA NOITE INESQUECÍVEL

Nove da noite. Cresce a ansiedade. Apaga-se a luz e começam a ouvir-se os primeiros cânticos e palmas das Batucadeiras Voz de África. Entram pela sala e brindam o São Luiz com o seu tema 'Celina Pereira', como um chamado.
Sobe o pano e sons de mar invadem a sala. Sem se saber de onde, uma voz inconfundível diz, enquanto os instrumentos lhe respondem:
"Vislumbra-se a vela, ao longe, nesse mar de prata e desassossego. Cresce a ansiedade da viagem, ouvem-se os primeiros cantos do cavaquinho. Chora de alegria e festa, de sonho e emoções renovadas.
A guitarra, a bordo, responde, no seu tom alegre e triste, de varina apregoadeira, com cheiro a vielas da Madragoa.
Eis que chega um violão. Pelo bordão se percebe que tem sabor a trópicos. Mas logo se junta o seu irmão europeu, mais a compasso e firme.
Mãos cumprimentam-se em abraços e juntam-se em percussão. Adivinham-se as primeiras vozes, em suspiros e sussurros, afogueando a vontade de expressar alegria e dor, guerras e amor.
Entre mornas e fados viaja esta lusofonia, transportando-nos a alma e o coração por oceanos e povos distantes.
Como um eco das nossas emoções."
Acendem-se as luzes no palco. Uma noite inesquecível estava a começar.

Um dos primeiros duetos da noite. Celina Pereira e Duarte, em 'Beijo de Saudade', de B.Leza. Mais tarde, partilharam também 'Mar Eterno', de Eugénio Tavares.

Celina com o primo Dany Silva. 'Mama África' proporcionou um momento em família partilhado com o público do São Luiz.

A fantástica voz de Cristina Nóbrega trouxe o melhor do fado ao São Luiz. Cao Bei, para além de surpreender a plateia com um refrão de 'Lisboa Antiga' em Mandarim, interpretou um tema tradicional com a sua harpa chinesa.

José Braima Galissa e o seu korá, com o qual cantou uma estória tradicional da Guiné, para além de acompanhar 'Blimundo', a canção do herói da estória do novo audio-livro de Celina.

Vilma Vieira, a voz que chama 'Blimundo', surpreendeu todos com uma lindíssima versão em fado do hino do seu pai, Paulino Vieira, 'Minute de Silence'.

Maria Alice partilhou com Celina 'Trás d'Horizonte' e, com Dany Silva e Vilma Vieira, comemorou o primeiro tema em disco de Celina Pereira, 'Força di Cretcheu'.

Com Bana, a plateia emocionou-se e interrompeu o espectáculo com uma demorada ovação de pé. Depois de 'Sina de Cabo Verde', em dueto com Celina, Bana recordou ainda mais três dos seus grandes êxitos.

Com todos em palco, 'Sol di Manhã' e uma versão batucada de 'Mãe Preta' fecharam a noite. Um sonho realizado por Celina Pereira, que há muito desejava apresentar-se no São Luiz, uma das suas salas de eleição.

 

Direcção Musical: José Afonso
Cenografia: Anésia Medeiros
Caracterização: António Crispim
Direcção Geral: António Gonçalves Pereira

Músicos:
José Afonso: piano / violão
Djudjuty Alves: cavaquinho
Adérito Pontes: violão
Diogo Chang Faria: guitarra portuguesa
Luis Roquette: viola de fado
Miroka Paris: percussão
Galissa: korá
Cao Bei: harpa chinesa

 

Fotos: XAN - aehococo@gmail.com

 

APOIOS e MEDIA PARTNERS

publicado por Celina Pereira às 22:50
06
Abr
10

Boa noite!

A partir das 00h00 de hoje, estou em directo na Antena 1 (95.7), com o Jorge Afonso, no programa "Dia Seguinte".

Se quiserem falar comigo, basta escreverem no blog que eu estou por aqui!

Até já!

Celina Pereira

publicado por Celina Pereira às 21:59

fotos
Contactos
António Gonçalves Pereira
Tlm: 91 785 7111
E-mail: celina.agp@gmail.com
blogs SAPO